Vídeo de divulgação da História e o Espiritismo

.

.

Seja bem vindo

Seja bem vindo

Mapa

free counters

Total de visualizações de página

Seguidores

O início da Revolução Francesa

8 de jun de 2010


Revolução Francesa capítulo -1/8
"Questão de nº 55 do livro Consolador.
A desigualdade verificada entre as classes sociais, no universo dos bens terrenos, perdurará nas épocas do porvir?
Resposta o Benfeitor Emanuel:
A desigualdade social é o mais elevado testemunho da verdade da reencarnação, mediante a qual cada espírito tem sua posição definida de regeneração e resgate. Nesse caso, consideramos que a pobreza, a miséria, a guerra, a ignorância, como outras calamidades coletivas, são enfermidades do organismo social, devido à situação de prova da quase generalidade dos seus membros. Cessada a causa patogênica com a iluminação espiritual de todos em Jesus Cristo; a moléstia coletiva estará eliminada dos ambientes humanos."

Comentários de Luciano:
O espírito Fénelon, que ditou a instrução dos espíritos intitulada "Nova Era", foi em sua última existência François Fénelon, que desencarnou em 1715. François foi um teólogo católico que sempre se preocupou com as questões sociais e religiosas do mundo.
Ele começa sua instrução mostrando que Jesus trouxe os ensinos da máxima "Amar a Deus sobre todas as coisas e ao Próximo como a ti mesmo", e que depois da partida do Cristo a humanidade teve dificuldade de colocar seus ensinamentos em prática de forma absoluta, caindo nas trevas da consciência e dos vícios morais e materiais. E que com o passar dos séculos o homem comprometeu-se cada vez mais dizendo que era em prol de um ideal.
Eu convido aos irmãos para refletirem sobre essa instrução que Fénelon ditou na cidade francesa de Poitiers em 1861 tem como um de seus objetivos levar uma mensagem de bom ânimo para as pessoas da época, principalmente os franceses; Essa mensagem além de ser muito profunda, dá para fazermos uma analise com relação a visão histórica da época. Essa mensagem ocorreu em período de : Ascensão e Quedas da França no século anterior, posto que no período de 05 de Maio de 1789 até 09 de novembro de 1799 houve uma grande alteração no quadro político, social e espiritual da França, marcando os anais históricos como uma Era de muito sangue, carnificina, manchando a memória da Europa, espalhando o Terror e o medo para o Mundo.
Essa mensagem de bom ânimo complementa outras passagens do Evangelho Segundo Espiritismo, onde os Espíritos Venerandos explicam que Jesus disse: "Eu não vim destruir a lei, mas cumpri-la"... E, em outro momento, quando ele trata do consolador prometido e diz: "e eu rogarei a meu Pai e ele vos enviará outro Consolador, a fim de que fique eternamente convosco".
Fazendo uma analise apenas nos fatos da época  os franceses estavam sequiosos de fé, esperança para uma vida mais pacífica, e precisavam de um consolo para libertar sua memória do medo e do Terror que a revolução Francesa trouxe.

Além de que essa mensagem é muito atual também serve de consolo para todos nós que vivemos em busca de uma condição espiritual mais serena e tranquila,ela nos dá bom animo e esperança.
Sobre os dados históricos da época eu farei uma explanação sobre o que foi a Revolução Francesa".
Iniciou-se com a revolução a Idade Contemporânea que tinha como meta abolir a servidão e os direitos feudais, foram promulgados, então, os princípios universais de Liberdade, Igualdade, Fraternidade (Liberté, Egalité, Fraternité), frase criada por Rousseau.
Para conseguir tais mudanças a França passou por um período fatídico, ela passou por várias repúblicas, um período ditatorial, uma monarquia constitucional e dois impérios que, conseqüentemente, foi cercada de Guerras entre nações e até guerras civis.
No livro "A Caminho da Luz", o espírito Emmanuel nos diz que:
"A independência americana acendera o mais vivo entusiasmo no ânimo dos franceses, humilhados pelas mais prementes dificuldades, depois do extravagante reinado de Luis XV".
"O fluxo desenfreado e os abusos do clero e da nobreza, em proporções espantosas, haviam ambientado todas as idéias livres e nobres dos enciclopedistas e dos filósofos, no coração torturado do povo. A situação das classes proletárias e dos lavradores caracterizava-se pela mais hedionda miséria".
A França do século XIX atravessava sérios problemas sociais, econômicos e religiosos, evidenciando que tudo não passou de grandes provas coletivas que se acentuavam a cada dia da revolução.
A população burguesa (comerciantes e trabalhadores) estava cansada de ser avassalada por altos impostos, começava, então, a surgir líderes do povo que fundariam, na época de Luis XVI, o terceiro Partido.
Na postagem de numero 2/8 iremos numerar enumerar os mais importantes líderes da revolução francesa
Desça com a barra de rolagem que você encontrará a continuação R.F. 2/8

Autor: Luciano Oliveira

0 comentários:

Postar um comentário

Leia com atenção

Leia com atenção

Nota de esclarecimento

As imagens contidas neste blog, são retiradas do banco de imagens da rede web.
Agradeço a todos que compartilham na rede tais imagens e até mesmo textos.
Caso haja algum problema de utilização em meu blog de algum material de sua autoria, entre em contato para que eu proceda a retirada.
Luciano Dudu