Vídeo de divulgação da História e o Espiritismo

.

.

Seja bem vindo

Seja bem vindo

Mapa

free counters

Total de visualizações de página

Seguidores

Por que a França foi o Berço da Doutrina Espírita

8 de jun de 2010


 
Revolução Francesa 8/8
"Questão de nº 349 do Consolador:
Pergunta: Fraternidade e igualdade podem, na Terra, merecer um só conceito?
Resposta do Benfeitor Emanuel: Já observamos que o conceito igualitário absoluto é impossível no mundo, dada a heterogeneidade das tendências, sentimentos e posições evolutivas no círculo da individualidade. A fraternidade, porém, é a lei da assistência mútua e da solidariedade comum, sem a qual todo progresso, no planeta, seria praticamente impossível".

 
"Questão de nº 54 do Consolador:
Pergunta: Com a difusão da luz espiritual, alargará o homem a noção de pátria, de modo a abranger no mesmo nível todas as nações do mundo?
Resposta do Benfeitor Emanuel:
A luz espiritual dará aos homens um conceito novo de pátria, de maneira a proscrever-se o movimento destruidor pelos canhões e balas homicidas. Quando isso se verifique, o homem aprenderá a valorizar o berço em que nasceu, pelo trabalho e pelo amor, destruindo-se concomitantemente as fronteiras materiais; e dando lugar à era nova da grande família humana, em que as raças serão substituídas pelas almas e em que a pátria será honrada, não com a morte, mas com a vida bem aplicada e bem vivida."

 
Comentário de Luciano:
Levanto uma questão que acredito ser verdadeira: como já estudamos aqui o histórico dos líderes revolucionários, eu acredito que no caso dos lideres governamentais, sejam daquela época ou até os da atualidade, percebo que eles possuem uma responsabilidade muito grande perante as Leis Divinas.
Quando um líder consegue persuadir um grupo de pessoas que ficam cegas através de seu proselitismo, ele ensina que é necessário o escândalo surgir através de mortes, guerras e revoluções, tal líder assume assim uma grande dívida perante a Justiça Divina.
Trazendo em foco os líderes estudados nesta postagem: Danton, Robespierre, Marat dentre outros homens que foram autores da revolução francesa, traremos à tona para análise e reflexão a seguinte pergunta do livro dos espíritos:

"Questão 781, pergunta feita aos espíritos Venerandos:
Tem o homem o poder de paralisar a marcha do progresso?

Resposta dos espíritos: Não, mas tem, às vezes, o de embaraçá-la.

"Questão 781-a - Que se deve pensar dos que tentam deter a marcha do progresso e fazer que a Humanidade retrograde?

Resposta dos espíritos: Pobres seres, que Deus castigará! Serão levados de roldão pela torrente que procuram deter.""

Com a morte de Danton e dos 14 revolucionários, e com a Era do Terror evidenciada, em 1794 a política francesa passa por mais uma reviravolta, Robespierre e seus seguidores já haviam perdido todo prestígio e acabaram perdendo o poder.
Muitos militantes do poder dos girondinos que sobreviveram à Era do Terror fizeram aliança com os deputados da planície, articularam um golpe. Em 27 de julho de 1794, o 9 termidor, de acordo com o calendário revolucionário francês, a Convenção, em uma manobra rápida e estratégia, derrubou Robespierre e seus partidários.
Ele foi executado juntamente com os seus, na guilhotina que ele mesmo adotou para ceifar tantas vidas em nome da revolução.
Como já citamos, a revolução francesa foi necessária.
Eu tenho certeza de que a Espiritualidade Maior não designou que tal barbárie acontecesse em busca da Igualdade, Liberdade e Fraternidade. Se formos buscar no livro "O Céu e Inferno", compilado por Kardec, veremos no capítulo "Penas Futuras" que matar em nome de tais ideais não livrará a criatura de expiar tais "erros tenebrosos de passados escabrosos de iniquidade e de dor", como diria Monsenhor Horta em Parnaso Além-Túmulo.
E concluímos que tais provas poderão ser resgatadas de duas formas:
Poderá ocorrer através de resgates individuais ou coletivos, de acordo com a gravidade do ato. Será por isso que Fénelon vem pedir bom ânimo na instrução "Nova Era"?
Ainda sobre a Revolução Francesa, a culpa das atrocidades é primeiramente dos líderes e, em segunda instância, do povo que acreditou que as idéias de Robespierre, Marat e outros eram um mal necessário.
Após um breve estudo sobre a revolução francesa, sobre a mensagem de Fénelon,
concluímos com
os motivos que levaram a Espiritualidade Maior a escolher a França como o berço da codificação. Há três possíveis motivos que corroboram o fato de ter sido a França o berço da codificação da Doutrina dos Espíritos:


  1. Naquela época, na França reencarnaram espíritos vinculados com compromissos intelectuais, sociais, filosóficos, científicos, entretanto, a França tornava-se o "centro cultural do mundo ocidental", e a divulgação de uma nova doutrina religiosa vindo daquele país iria gerar grande repercussão em todo o globo.


  2. Na mensagem intitulada "Kardec e Napoleão", dita pelo espírito Humberto de Campos ao nosso saudoso Chico Xavier, deixa claro que Napoleão Bonaparte é a reencarnação do Imperador Caio Julio Cesar, antigo ditador Romano, e que na mesma época nas Gálias, região onde hoje se encontra a França, vivera Allan Kardec, naquela época muitos espíritos compromissados com o Cristo reencarnaram para auxiliar na codificação, direta ou indiretamente.


  3. Ambos os espíritos voltaram na França com compromissos de levar a luz para um povo. Kardec conseguiu de forma íntegra seguir com seus compromissos espirituais, codificando uma doutrina que iria trazer um bem para toda uma coletividade, enquanto Napoleão Bonaparte acabou desvirtuando-se de seu compromisso espiritual devido à ganância, o poder, enveredando para os caminhos equivocados que não do bem.
A Revolução Francesa, desenvolvendo o bem precioso da liberdade, e Kardec, codificando a Doutrina dos Espíritos, fornecem à humanidade uma nova cosmovisão do indivíduo, da sociedade e dos mundos que nos circulam, propiciando-nos o consolo da vida após a morte, e indicando-nos o caminho para uma vivência mais útil e harmoniosa.
Autor : Luciano Oliveira


0 comentários:

Postar um comentário

Leia com atenção

Leia com atenção

Nota de esclarecimento

As imagens contidas neste blog, são retiradas do banco de imagens da rede web.
Agradeço a todos que compartilham na rede tais imagens e até mesmo textos.
Caso haja algum problema de utilização em meu blog de algum material de sua autoria, entre em contato para que eu proceda a retirada.
Luciano Dudu