Vídeo de divulgação da História e o Espiritismo

.

.

Seja bem vindo

Seja bem vindo

Mapa

free counters

Total de visualizações de página

Seguidores

BIOGRAFIA DE J. W. V. GOETE & SUA COMUNICAÇÃO MEDIUNICA

7 de set de 2010

                                                         Foto : Friederich Schiller
Postagem 4/4

Livro Consolador :“(Questão 117)– A inteligência julgada pelo padrão humano será a súmula de várias experiências do Espírito sobre a Terra”? 

 Resposta do benfeitor Emmanuel:
R- Os valores intelectivos representam a soma de muitas experiências, em varias vidas do Espírito, no plano material. Uma inteligência profunda significa um imenso acervo de lutas planetárias. “Atingida essa posição, se o homem guarda consegue uma expressão idêntica de progresso espiritual, pelo sentimento, então estará apto a elevar-se a novas esferas do Infinito, para a conquista de sua perfeição.”

A vida de Goete:

No ano de 1806, ano em que a cidade alemã de Weimar foi invadida pelos revolucionários da Revolução Francesa. Goete assume novamente cargos políticos na área da cultura e da ciência, onde teve a oportunidade de conhecer e conviver com Friederich Schiller, Georg Hegel e Friederich Schelling.
Em suas obras de 1790, ele escreveu uma coleção de poemas eróticos a maneira clássica sobre a paixão dele por sua amada, e também escreveu poemas satíricos da Europa da época, uma série de comédias satirizando a Revolução Francesa: Der Grocophata (1791), Der Burgergeneral (1793) e o fragmento Die Aufgeregten (1793).
Goete em parceria com Friderich Schiller começam a escrever reprovando a Revolução Francesa e apoiando a estética da antiguidade clássica como ideal artístico, com isso deu-se origem no Classicismo de Weimar.
Goete retoma a escrita de Faust (Fausto) e escreve (Os anos de aprendizagem de Wihelm Meister), dentre muitas outras obras.
Em 1808, Napoleão Bonaparte, condecora Goete no Congresso de Erfurt. De acordo com sua correspondência os registros Eckermann, seu amigo Goete ficou muito aturdido com a Revolução Francesa. Prova disso, é a segunda parte de Fausto, publicada após sua morte, conforme ele havia pedido ao amigo, que era para abrir tais correspondências quando ele morresse. Ele tinha medo de que sua literatura fosse deixada no esquecimento.
O trabalho da obra Faust (Fausto) apenas foi concluído por ele em 1830, ele levou 16 anos de trabalho em cima desta obra.
“Fausto é o protagonista de uma lenda popular alemã, de um pacto com o demônio, baseada no médico, mágico e alquimista alemão Dr. Johanes Georg Faust (1480-1540)”. O nome Fausto tem sido usado como base de diversos romances de ficção, o mais famoso deles do autor Goete, produzido em duas partes, tendo sido escrito e reescrito ao longo de quase sessenta anos. A primeira parte - mais famosa - foi publicada em1806 e a segunda, em 1832 - às vésperas da morte do autor.
“Considerado símbolo cultural da modernidade, Fausto é um poema de proporções épicas que relata a tragédia do Dr. Fausto, homem das ciências que, desiludido com o conhecimento de seu tempo, faz um pacto com o demônio Metisfófeles, que o enche com a energia satânica insufladora da paixão pela técnica e pelo progresso”.
Aos 82 anos de idade em 22 de Março de 1832 Goete desencarna na cidade de Weimar.
Goete continuou contribuindo de uma forma importante para as questões políticas e sociais de uma época, suas obras foram fundamentais para a instauração da Republica em Weimar, após a primeira Guerra Mundial.
Já na Alemanha Nazista, suas obras foram deixadas de lado, pois seus ideais humanistas convergiam com os ideais fascistas.
Na literatura brasileira, Goete influenciou escritores como Machado de Assis e Guimarães Rosa.
No inicio do século XX, o filosofo austro-húngaro Rudolf Steiner fundou a Ciência espiritual, ou Antroposofia, inspirado no método de observação desenvolvido por Goete.
Após fazermos uma breve reflexão sobre a vida de Goete, vamos analisar a questão deixada pelo espírito benfeitor Emmanuel no livro “o Consolador” na questão de nº 117, quando ele aborda no assunto inteligência que foi postada logo acima.

Principais obras de Goete:

Götz Von Berlichingen -1773

Prometheus (poesia) – 1774

Die Leiden des Jungen Werther –1774

Clavigo – 1774

Egmont – 1775

Iphigenie auf Tauris – 1779

Torquato Tasso – 1780

Wilhelm Meister LehrJahre –1795

Hermann und Dorothea – 1798

Faust – 1806

As afinidades eletivas – 1809


Cronologia


                                                        O livro Faust ( O Fausto)




1749 - Aos 28 de agosto, em Frankfurt-sobre-o-Meno, nasce Johann Wolfgang Goethe, filho de Johann Kaspar e Katharina Elizabeth Goethe.
1759 - Em janeiro, Frankfurt é invadida pelos franceses.
1765 - Em outubro, Goethe começa a cursar a universidade, em Leipzig.
1766 - Conhece Anette Schömkopf, inspiradora de seus primeiros poemas.
1768 - Gravemente enfermo, volta a Frankfurt.
1770 - Em Strasburgo, estuda direito, medicina, história e ciências políticas. Conhece Herder.
1771 - Licencia-se em direito. Em novembro, escreve a primeira versão do drama "Götz von Berlichingen".
1772 - Apaixona-se por Charlotte Buff.
1773 - Publica a segunda versão de "Götz von Berlinchingen". Inicia "Fausto; uma Tragédia".
1774 - Publica "Os Sofrimentos do Jovem Werther".
1775 - Na Páscoa, fica noivo de Lili Schönemann. Em outubro, rompe o noivado. Em novembro, parte para Weimar, a convite do Duque Carlos Augusto.
1776 - Estabelece-se em Weimar.
1779 - Encena o drama "Ifigênia em Táurida".
1786 - Em setembro, viaja para a Itália. Conclui a última versão de "Ifigênia".
1787 - Viaja pelo sul da Itália. Dedica-se a pesquisas científicas. Em junho, volta a Weimar.
1788 - Conhece Christiane Vulpius, mais tarde sua esposa. Conclui "Torquato Tasso". Conhece Schiller.
1794 - Estada em Iena, junto a Schiller.
1797 - Termina o poema "Hermann e Dorotéia".
1805 - Morte de Schilier.
1808 - Goethe publica "Fausto; uma Tragédia", e em outubro é recebido por Napoleão Bonaparte.
1819 - Termina "Divã Oriental".
1832 - Aos 2 de fevereiro termina o "Segundo Fausto", e, aos 22 de março, morre.

Autor: Luciano Dudu
Revisado por: Rafael de Liz.


Fonte de pesquisa:
 

Eu tomei a liberdade de fazer um resumo biográfico da vida de Goete, baseado em estudos em livros e principalmente na rede de domino público. Quando lê-se: “ A vida de Goete”, parte do material foi encontrado em uma rede sem fins lucrativos que tem como objetivo construir uma enciclopédia virtual chamada Wikipédia e no site casadobruxo.com.br
 

Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Johann_Wolfgang_von_Goethe,
http://www.casadobruxo.com.br/poesia/j/jgoethebio.htm
Fonte: Livro Consolador – Pelo médium Francisco C. Xavier pela lavra mediúnica de Emmanuel
Fonte: Revista Espírita, Junho de 1859, compilada por Allan Kardec.
Imagem - Google
                                                                                          Cidade de Weimar


0 comentários:

Postar um comentário

Leia com atenção

Leia com atenção

Nota de esclarecimento

As imagens contidas neste blog, são retiradas do banco de imagens da rede web.
Agradeço a todos que compartilham na rede tais imagens e até mesmo textos.
Caso haja algum problema de utilização em meu blog de algum material de sua autoria, entre em contato para que eu proceda a retirada.
Luciano Dudu