Vídeo de divulgação da História e o Espiritismo

.

.

Seja bem vindo

Seja bem vindo

Mapa

free counters

Total de visualizações de página

Seguidores

A VIDA DE REMBRANDT

20 de fev de 2011

A ARTE E O ESPIRITISMO

Capítulo 5 

                     Christ with Woman Taken in Adultery, National Gallery, London



 “Ser artista é desvendar os segredos da vida e alcançar o verbo; é fazer nos traços e cores a luz Suprema.
É fazer soar, nas simples notas, a Canção Divina; é traduzir, em prosa ou verso, o Amor Maior. Ser artista é descobrir dentro de si a Essência Divina e colocá-la na sua arte, que nada é mais do um veículo de expressão, de que se utiliza o Criador para se fazer presente entre nós.”(Rembrandt)  (1)

O papel essencial da arte é expressar a vida com todo seu poder, sua graça e sua beleza. Ora, a vida é movimento. (2)

E aí precisamente reside a principal dificuldade da arte humana, que não pode produzir o movimento senão através da música. As outras artes não podem dele dar senão a ilusão. (3)

A pintura dá a mesma ilusão através do gesto paralisado na tela e pela harmonia das cores, o jogo das perspectivas, a simulação das profundidades e dos horizontes fugidios. (4)

A arte se eleva e progride em todos os graus da escala da vida realizando formas cada vez mais nobres e perfeitas, que se aproximam da fonte divina de eterna beleza. (5)

TRAÇOS BIOGRAFICOS 



Auto retrato de Rembrandt


Rembrandt Harmenszoon Van Rijn foi um importante pintor e gravador holandês. 
É considerado um dos mais importantes pintores do barroco europeu. Nasceu em 15 de julho de 1606 na cidade de Leiden e faleceu em Amsterdam em 4 de outubro de 1669. 
Filho de uma família simples e com muitos irmãos Rembrandt estudou latim quando era criança. Nesta época, já demonstrava grande interesse pela pintura. Jovem, foi matriculado na Universidade de sua cidade natal (Leiden). 
Foi aprendiz do pintor holandês Jacob van Swanenburgh e, pouco depois, abriu seu próprio estúdio de arte em sua cidade. 
Em 1629, seu talento foi descoberto e conseguiu várias encomendas de pinturas para a corte de Hague. 
Nas décadas de 1630 e 1640 seu nome ficou muito conhecido no cenário artístico holandês e europeu. Grande parte de suas obras famosas foi realizada neste período.(6)

O ESTILO ARTÍSTICO DE REMBRANDT



Supper at Emmaus, Louvre, Paris 

Na primeira fase de sua vida artística (1625 – 1630), Rembrandt abordou temas religiosos e alegóricos. Nesta fase, o detalhismo fez muito presente em suas pinturas.
 Na primeira metade da década de 1630, Rembrandt abordou temas mitológicos, cenas da Bíblia e paisagens naturais. Suas obras neste período são marcadas pelo formato ampliado e contraste alto;
 Na década de 1640, o pintor passou a dar um tom mais sombrio às suas pinturas. O formato reduziu de tamanho.
 Na década de 1650, Rembrandt foi para um estilo mais detalhado e fino. Com cores fortes, retratou personagens bíblicos de forma individual.
 Nos últimos anos de sua vida, Rembrandt pintou seu auto retrato.(7)


PRINCIPAIS OBRAS DE REMBRANDT 



Jeremias prevê a destruição de Jerusalém - 1630






- Jeremias prevê a destruição de Jerusalém - 1630


- A Lição de Anatomia do Dr. Tulp - 1632

- A descida da cruz - 1633

- Ronda Noturna - 1642

- Aristóteles com o busto de Homero - 1650

- As Três Cruzes -1653

- O banho de Betsabé - 1654

- Autorretrato com pintura e pincéis - 1660  (8)


Fonte: 1: Rembrandt, Enciclopedia virtual,
           2- 5: O espiritismo na Arte / Leon Denis, FEB
           6- 8 :http://www.suapesquisa.com/biografias/rembrandt.htm
                   Imagens retiradas do google 



0 comentários:

Postar um comentário

Leia com atenção

Leia com atenção

Nota de esclarecimento

As imagens contidas neste blog, são retiradas do banco de imagens da rede web.
Agradeço a todos que compartilham na rede tais imagens e até mesmo textos.
Caso haja algum problema de utilização em meu blog de algum material de sua autoria, entre em contato para que eu proceda a retirada.
Luciano Dudu